16.8.10

Anos

Mais um ano que voou. Ultimamente passam por mim à velocidade da luz. Gostava de poder parar o relógio e viver um pouco mais devagar. O André diz que eu vivo no amanhã, tenho sempre uma sede enorme de viver e fazer coisas e levo tudo e todos atrás. Vivo depressa demais e com pressa demais, como se cada minuto de vida fosse o último. Há sempre uma nova batalha, um novo projecto. Preciso refrear os ânimos. Foi bom poder passar este dia com os meus amigos. Tive prendas lindas, obrigada mana pelo vestido, cunhada pelo pijama, amigas pelos colares. Cátia pelo anjinho. Lígia e Luís pela plantinha e pela colheita para a garrafeira. Obrigada ao meu amor pela mala, pelas flores mas sobretudo por mandar arranjar os gira-discos sem eu reparar, fiquei tão contente. E o postal que o Afonsinho escreveu à mamã? Fiquei de lágrima no olho.  Mas de todas as prendas a que mais gostei foi a mais improvável. O meu amigo Paulo deu-me uma Bellota. E melhor, foi eu saber o que era uma Bellota. Quem diria. Se me dissessem há um ano atrás que eu iria receber uma enxada nos meus anos e delirar com ela, eu acho que iria rir-me às gargalhadas. Sabes amigo o que é melhor que tudo é que tu és igual a ti mesmo, e eu adoro-te. Para mim é um privilégio ter-te na minha vida há tantos anos. E eu estou desejosa de poder retribuir com uma Vito ;)

2 comentários:

eu disse...

Parabéeeeeeeeeeeeeeeeens!!!!
Tudo de bom e continua a viver ao máximo..........com a calma possível ;)

Vanessa Casais disse...

Obrigada!!!!

Postar um comentário