30.1.12

Fim-de-semana


Este fim-de-semana terminei de ler «A Insustentável Leveza do Ser» de Milan Kundera, curiosamente um livro que me pareceu «leve», de início, que até se lia bem, acabou por ser o livro que mais demorei a ler e talvez um dos mais «pesados» dos últimos tempos. Fez-me pensar bastante, e chorar compulsivamente no fim. É um livro que só me fez sentido ler agora.

Terminei o cachecol cor-de-rosa, a minha primeira encomenda. Falta lavar, embrulhar e está pronto a ser usado. Espero que faça a respectiva dona muito feliz. O meu próximo é para o André a condizer com o do Afonso, às risquinhas.

No fim-de-semana tivemos jantar de amigos-colegas cá em casa. Foi diferente, pois apesar de não se conseguir fugir a falar de seguros e trabalho, o clima era informal. É bom fortalecer laços num ambiente mais descontraído e conhecer melhor aqueles com quem trabalhamos.

No Sábado comprámos algumas calças de sarja no Outlet da Girandola para o Afonsinho e na volta passámos pelo Forum Sintra para levantar umas T-shirts na Lojinha Doce, que estiveram com um preço fantástico de 6€. Adoro esta fase dos saldos em que os preços baixam para valores verdadeiramente interessantes, e como este ano ainda existem muitos números disponíveis é de aproveitar.

No Domingo fomos almoçar com a minha sogra, que fez anos. E foi assim que quase sem dar por isso o fim-de-semana voou.

Um comentário:

Mammy disse...

Eu também li a "Insustentável Leveza do Ser" e adorei.
Quando acabei o livro pus-me a pesquisar outros livros dele e ainda li mais um ou dois.
É um autor estranho, mas faz-nos pensar, coisa que aprecio tanto nos livros como nos filmes e nas peças de teatro.
;)

Postar um comentário